Duque é o mais cotado para presidir Conselho de Ética

O senador Paulo Duque (PMDB-RJ) é o mais cotado para ser eleito hoje presidente do Conselho de Ética do Senado. O início da sessão em que será definido o novo presidente foi marcado para as 15 horas. Na manhã de hoje, o senado Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), que tinha lançado sua candidatura ao cargo, renunciou ao posto de integrante do Conselho.

EUGÊNIA LOPES, Agencia Estado

15 de julho de 2009 | 13h55

O horário da reunião para eleger o presidente do Conselho foi definido pelos líderes do PMDB, Renan Calheiros, e do PTB, Gim Argello, e pelos senadores Wellington Salgado e Duque. Ao ser indagado se seria mesmo presidente do conselho, Duque respondeu: "O que vier eu traço". Renan e Salgado se reuniram em seguida com o presidente do Senado, José Sarney, que tem três denúncias e uma representação contra ele no Conselho, por quebra de decoro parlamentar.

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoConselho de ÉticaPaulo Duque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.