Duque anuncia amanhã decisão sobre caso Virgílio

O presidente do Conselho de Ética do Senado, senador Paulo Duque (PMDB-RJ), apresenta amanhã seu despacho sobre a representação protocolada na semana passada pelo PMDB contra o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM). Duque não quis adiantar sua decisão. Ele disse apenas que será "imparcial". "Não sou injusto. Vou ser justo", disse Duque, referindo-se ao despacho.

EUGÊNIA LOPES, Agencia Estado

11 de agosto de 2009 | 19h15

Ele negou que tenha feito qualquer acordo para que todos os recursos contra os arquivamentos das ações contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), sejam rejeitados pelo Conselho em troca do arquivamento da representação contra Virgílio. Duque ainda não marcou a reunião do conselho, quando serão analisados os recursos feitos pela oposição para que o arquivamento de ações contra Sarney seja revisto. "É provável que a reunião seja na semana que vem. Mas, pode ser nesta quinta-feira", disse.

Pelo regimento, Duque tem até amanhã para apresentar sua decisão sobre o caso de Arthur Virgílio. Na representação contra o líder tucano, o PMDB acusa Virgílio de pagamento indevido a servidor do Senado, utilização indevida do serviço médico da Casa, recebimento de dinheiro emprestado por autoridade pública, ocultação da Receita de doação do imóvel em que mora, recebimento de dinheiro do Senado para tratamento de saúde para pessoa da família que não é sua dependente e nomeação de um personal trainer de Manaus pago pelo Senado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.