Dupla é presa por furtar palmito

Dois homens foram presos em flagrante, na noite de sexta-feira, quando retiravam do Parque Estadual da Serra do Mar, no município de São Luiz do Paraitinga, no Vale do Paraíba, mais de mil unidades de palmito in natura. Benedito Donizete Oliveira e Manoel Jurandir de Oliveira cortavam as árvores palmeiras, próximos ao quilômetro 70 da SP 125, Rodovia Oswaldo Cruz, entre Taubaté e Ubatuba. A polícia ambiental do Destacamento do município de Natividade da Serra foi até o local depois de receber uma denúncia anônima. Os homens detidos não reagiram à voz de prisão. Os acusados moram na cidade de Cunha, também no Vale do Paraíba, e informaram, em depoimento à polícia civil, que venderiam o palmito para beneficiadores de fundo de quintal das cidades de Lorena e Guaratinguetá. A polícia investiga as pessoas envolvidas na atividade ilegal. Com a dupla foram encontradas 1.118 unidades de palmito Jussara, proibidos de ser extraídos, por serem considerados flora em extinção. Os acusados vão responder por furto qualificado e estão presos no Centro de Detenção Provisória de Taubaté. Pelo crime ambiental, por extrair plantas em extinção, eles terão que pagar uma multa no valor de R$ 15.124,24.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.