Dulci defende reeleição de Berzoini à presidência do PT

O ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Luiz Dulci, afirmou que não é candidato à presidência do PT e defendeu a reeleição do deputado Ricardo Berzoini para o cargo. "Eu, pessoalmente, apóio mais um mandato para o deputado Berzoini. E não por exclusão: o deputado Berzoini foi um excelente presidente, visita todos os Estados do País, apóia os prefeitos do PT, apóia deputados estaduais, vereadores", acrescentou.Segundo Dulci, "o desafio hoje do PT é o de reforçar sua organização, aperfeiçoar seu funcionamento, apoiar de maneira ainda mais criativa o governo do presidente Lula e oferecer soluções para os problemas brasileiros." Dulci acrescentou que "foi assim que o PT se tornou grande e chegou democraticamente à Presidência da República."Sobre discussões para que o novo presidente do PT não seja de São Paulo, o ministro disse que "a questão do partido não é regional." E prosseguiu: "Eu mesmo pertenço à direção nacional do PT desde 1980 e não sou paulista", comentou, salientando que não lhe parece uma boa política excluir os paulistas, já que São Paulo é o maior Estado do País e deu uma contribuição importante para a construção do PT.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.