Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

'Doria está fugindo do debate, das prévias e da Prefeitura', diz Aníbal

Aliados do prefeito tentam evitar disputa interna e aclamá-lo como candidato do PSDB ao governo paulista

Pedro Venceslau, O Estado de S. Paulo

27 Fevereiro 2018 | 14h25

Pré-candidato do PSDB ao governo paulista, o ex-senador José Aníbal criticou duramente o prefeito João Doria por não assumir que planeja deixar o cargo em abril para concorrer ao Palácio dos Bandeirantes.       

"Doria está está fugindo do debate, das prévias e da Prefeitura", disse Aníbal ao Estadão/Broadcast. Procurada, a assessoria do prefeito não quis se manifestar. 

A declaração acirrou ainda mais a disputa interna no partido. Até o momento, três tucanos se apresentaram para as prévias: o secretário de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro, o sociólogo Luiz Felipe Dávila e Aníbal. 

Doria tem evitado assumir publicamente que é pré-candidato, mas seus aliados atuam intensamente nos bastidores para que ele seja "aclamado" e não tenha que entrar na disputa interna, que seria desgastante e poderia rachar o partido.         

"Como o novo cenário no PSDB nacional, que não vai mais fazer prévias para escolher o candidato à Presidência, entendo que não faz mais sentido manter as prévias em São Paulo", disse o prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando, que é aliado de Doria.  

"O nome do João Doria está consolidado. Esperamos um gesto de humildade (dos demais pré-candidatos) e que cada um se coloque no tamanho que o tempo os deixou. Espero que eles tenham a humildade de se retirar para ungir Doria como candidato", concluiu Morando.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.