Divulgação
Divulgação

Doria e Leite fazem campanha para as prévias em São Paulo

Governadores travam disputa por votos no Estado, principal colégio eleitoral na disputa interna do partido por 2022; gaúcho concentrou campanha na capital e paulista se reuniu com lideranças no interior

Brenda Zacharias, O Estado de S.Paulo

09 de outubro de 2021 | 22h47

Em disputa para conquistar a preferência das lideranças tucanas em São Paulo, os dois principais concorrentes nas prévias que escolherão, em novembro, o candidato do PSDB à Presidência no ano que vem, Eduardo Leite e João Doria, se encontraram com lideranças regionais no Estado neste sábado, 9. O governador do Rio Grande do Sul promoveu um encontro com lideranças na capital, enquanto o paulista visitou cidades do interior. Nas últimas semanas, Doria e Leite têm intensificado conversas para conquistar votos dos prefeitos paulistas.

Leite,  que retornou neste sábado de uma viagem à Europa, se reuniu com um grupo de lideranças políticas da região metropolitana no hotel Novotel Jaraguá, no centro de São Paulo. No encontro, ele defendeu sua intenção de fazer uma gestão voltada para as “pessoas”, e voltou a defender a “união” contra radicalismos. 

Como mostrou o Estadão, o governador gaúcho tenta criar uma frente anti-Doria no Estado, que é o principal colégio eleitoral do partido no País. São Paulo soma 340 votos, entre prefeitos e vices, na eleição interna que definirá quem irá representar o PSDB em 2022 na busca pela presidência da República. O Rio Grande do Sul, por sua vez, conta com 62 votos no pleito.

Ao Estadão, ele disse que sua candidatura  é um resgate às pautas mais tradicionais do partido. “Há um grupo histórico de militantes do PSDB que se incomodam de falar sobre o ‘novo PSDB’, que entendem que não se deve diminuir a importância de um ‘velho PSDB’”, afirmou.

A defesa de pautas históricas do partido, como uma máquina estatal mais enxuta, controle da inflação e gestão eficiente, é o principal mote da campanha do governador gaúcho, afirmou o coordenador da campanha de Leite no Estado, Paulo Serra, prefeito de Santo André. “Faz parte desse desafio das prévias, e isso é bastante saudável, o partido se mostrar como um partido que tem ideias, tem programas, tem princípios de gestão”, disse.

Já o governador João Doria fez um giro pelo interior do Estado entre sexta-feira, quando visitou São José dos Campos, no Vale do Paraíba, e este sábado, em que esteve em Araçatuba e Presidente Prudente. Doria foi acompanhado de seu vice, Rodrigo Garcia, que deve ser candidato a governador de São Paulo. Ambos se juntaram a lideranças no auditório da Unioeste, na Cidade Universitária, nesta tarde.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, Doria e Garcia aparecem tocando pandeiro com músicos que tocam É tarde demais, do grupo de pagode Raça Negra. De acordo com a assessoria de imprensa do governador, participaram 19 prefeitos da região, além de vereadores e outras lideranças locais.

Pelo formato estabelecido pela executiva, o vencedor das prévias será escolhido da seguinte forma: quatro grupos vão votar no dia 21 de novembro – filiados; prefeitos e vice-prefeitos; vereadores, deputados estaduais e distritais; governadores, vice-governadores, ex-presidentes e o atual presidente da Comissão Executiva Nacional, deputados federais e senadores. Cada um desses grupos tem peso de 25% no total dos votos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.