Hélvio Romero|Estadão
Hélvio Romero|Estadão

Doria diz que vai cortar sete secretarias em SP se for eleito

Questionado sobre quais pastas cortaria, o candidato tucano mencionou cinco: LGBT, Mulheres, Igualdade Racial, Juventude e Pessoas com Deficiência

Pedro Venceslau, O Estado de S. Paulo

18 Agosto 2016 | 12h23

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, João Doria, prometeu reduzir de 27 para 20 o número de secretarias na administração municipal caso seja eleito.

Questionado sobre quais pastas cortaria, ele mencionou cinco: LGBT, Mulheres, Igualdade Racial, Juventude e Pessoas com Deficiência. O objetivo seria corte de gastos. "Não vamos mudar as políticas [desses setores]. Só não teremos mais secretarias", explicou. Segundo o candidato, a ideia é agrupar em coordenações o que antes eram secretarias e ligá-las diretamente ao gabinete da Prefeitura.

O tucano fez campanha na manhã desta quinta-feira, 18, em uma feira livre no Jardins. No terceiro dia de esforços, Doria disse que já fez aportes financeiros do próprio bolso, mas não revelou o valor. "Há perspectiva de doações, mas com a legislação atual é mais difícil", disse o candidato.

O tesoureiro da campanha de Doria é Hélio Duarte, ex-diretor do HSBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.