Marcelo Chello/CJPress
Marcelo Chello/CJPress

Doria diz que governadores do Sudeste terão encontro com Bolsonaro para falar sobre o coronavírus

De acordo com o governador, encontro acontecerá nesta quarta-feira, 25. Doria testou negativo após ter contato com David Uip, que está com coronavírus. Questionado sobre isolamento, disse que seguiu recomendações dos especialistas

Bruno Ribeiro e João Ker, O Estado de S.Paulo

24 de março de 2020 | 12h50
Atualizado 24 de março de 2020 | 15h16

SÃO PAULO - O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta terça-feira, 24, que vai ter um encontro com o presidente Jair Bolsonaro para falar sobre o avanço do novo coronavírus. De acordo com Doria, a reunião com Bolsonaro contará com a presença dos governadores do Sudeste e acontecerá na manhã desta quarta-feira, 25. São Paulo tem, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, 30 mortes e 745 casos confirmados da doença. É o Estado mais afetado até o momento pelo novo coronavírus no País. 

Começou a valer nesta terça-feira no Estado de São Paulo a quarentena em todas as 645 cidades. A medida vale até o dia 7 de abril. A determinação prevê o fechamento do comércio e serviços não essenciais. Doria descartou a possibilidade de "lockdown" no Estado de São Paulo, por ora, ou fechamento de rodovias e aeroportos. E também descartou a possibilidade do Estado ter um toque de recolher.  

Entre as medidas anunciadas nesta terça, Doria afirmou que detentos do sistema prisional paulista vão passar a produzir máscaras de proteção contra a doença. Serão 320 mil peças no total, 26 mil por dia. As peças terão um custo de R$ 0,80 por peça. 

Doria também afirmou que haverá registro online de quase toda a totalidade das ocorrências policiais do Estado, até para muitas que antes só podiam ser registradas presencialmente. Poderão ser registradas dessa forma ocorrências de roubo ou furto a residência, roubo ou furto a estabelecimento comercial, crimes contra o consumidor, roubo ou furto de carga, ameaça, estelionato, entre outros. A única exceção são ocorrências que precisam de coleta de provas, como estupro, violência doméstica, homicídio ou latrocínio. Os registros poderão ser feitos neste link. 

O governo do Estado solicitou às concessionárias de energia elétrica a isenção nos pagamentos das contas de luz para a população mais pobre e a isenção de cortes até o dia 30 de julho. 

Isolamento diante da doença

Doria relembrou que o teste feito por ele para a doença deu negativo e o resultado foi divulgado nesta terça-feira, 24. O resultado do secretário Estadual de Saúde, José Henrique German, também deu negativo para o novo coronavírus. Questionado pelo Estado sobre a possibilidade de se isolar diante do contato com pessoas que tem coronavírus, Doria disse que seguiu as recomendações dos especialistas. "Como governador do Estado, fiz o que a orientação médica pede. Fiz exame e dormi no Palácio dos Bandeirantes enquanto o resultado não saía", disse. 

Helena Sato assume o Centro de Contigência do Covid-19, no lugar de Davi Uip, que está em isolamento. 

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus. 

Tudo o que sabemos sobre:
João DoriaJair Bolsonarocoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.