Amanda Perobelli/Estadão
Amanda Perobelli/Estadão

Doria diz que Alckmin é seu candidato à Presidência em 2018

Em meio a rumores sobre a possibilidade de o prefeito entrar na disputa pelo Palácio do Planalto em 2018, Doria disse nutrir pelo governador um sentimento de gratidão 'que não se esquece ou se coloca de lado'

Eduardo Laguna e Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

06 Março 2017 | 13h43

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), reafirmou nesta segunda-feira, 6, sua fidelidade a Geraldo Alckmin, dizendo que o governador de São Paulo será seu candidato à Presidência da República.

Ao participar de almoço promovido pelo Lide, grupo fundado pelo próprio Doria, o prefeito da capital paulista frisou a amizade que tem com Alckmin, também presente ao evento. Em meio a rumores sobre a possibilidade de o prefeito entrar na disputa pelo Palácio do Planalto em 2018, Doria disse nutrir pelo governador um sentimento de gratidão "que não se esquece ou se coloca de lado".

“Como meus pais me ensinaram, um dos melhores sentimentos do ser humano é a gratidão. Sou amigo de Geraldo Alckmin de todas as horas. Não sou amigo de Geraldo Alckmin na política, na vida pública, sou amigo pela vida inteira”, afirmou.

Doria disse diante de Alckmin que o País terá a possibilidade de redenção em 2018, seguindo o processo de estabilização que vem sendo comandado, segundo ele, pelo presidente Michel Temer (PMDB). “Não quero ver o Brasil de novo nas mãos das pessoas erradas”, assinalou o prefeito, numa crítica às gestões petistas.

Ele disse ter consciência de que não é hora de fazer discurso sobre a corrida ao Planalto, mas considerou que era importante "deixar clara e estampada" sua posição em relação a Alckmin, potencial candidato do PSDB ao posto. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.