Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Doria demite aliados no 2º dia de governo após nomeações irregulares

Governador havia nomeado o deputado estadual Fernando Capez (PSDB) para o Procon e Jorge Damião para o Memorial da América Latina sem as indicações dos conselhos dos dois órgãos

Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

02 de janeiro de 2019 | 21h34

SÃO PAULO - No primeiro dia útil da sua gestão, o governador paulista João Doria (PSDB) já foi obrigado a demitir dois aliados que ele mesmo nomeou de forma irregular.

Em edição extraordinária do Diário Oficial do Estado publicada no dia 1º. de janeiro, Doria nomeou o deputado estadual Fernando Capez (PSDB) para exercer o cargo de diretor-executivo da Fundação Procon por dois anos e o ex-secretário municipal de Esportes Jorge Damião como presidente da Fundação Memorial da América Latina por quatro anos.

Os estatutos dos dois órgãos determinam que os ocupantes desses cargos devem ser definidos pelo governador a partir de uma lista tríplice encaminhada pelos respectivos conselhos, rito que não foi cumprido. A irregularidade foi revelada pelo portal G1.

Em nota, o governo Doria afirmou que os dois atos de nomeação do governador "serão tornados sem efeitos" e que a "a Assessoria Técnica não cumpriu o rito que determina os estatutos das fundações". Os nomes de Capez e Damião devem ser apresentados aos conselhos do Procon e do Memorial da América Latina nas próximos reuniões dos respectivos conselhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.