Divulgação/Twitter
Divulgação/Twitter

Doria anuncia Baldy para comandar Transportes

Atual ministro das Cidades, Alexandre Baldy vai comandar a gestão e expansão das linhas de metrô

Adriana Ferraz e Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

03 de dezembro de 2018 | 16h26

O governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira, 3, o deputado federal Alexandre Baldy (PP-GO), atual ministro das Cidades, como futuro secretário estadual dos Transportes Metropolitanos. Com ele, o secretariado do tucano já reúne quatro ministros do governo Michel TemerGilberto Kassab (PSD) assumirá a Casa Civil, Rossieli Soares será o responsável pela pasta de Educação e Sérgio Sá Leitão será o secretário de Cultura.

Doria também apresentou o futuro secretário de Logística e Transportes. O escolhido é João Octaviano Neto, atual secretário municipal de Transportes. Com ele, são três os nomes que o tucano ‘importa’ da Prefeitura. Os demais são Marcos Penido (Energia, Meio Ambiente, Saneamento e Recursos Hídricos) e Júlio Serson, que será o responsável por criar a Secretaria de Relações Exteriores no Estado.

Também foram anunciados Benedito Braga como presidente da Sabesp e Patricia Iglecias para o comando da Cetesb. Especialista em recursos hídricos, Braga já ocupou essa pasta na gestão Geraldo Alckmin e vai substituir Karla Bertocco, ligada a Saulo de Castro – que pode ser expulso do PSDB a pedido do grupo de Doria por ter permanecido no governo e apoiado a reeleição do atual governador Márcio França (PSB). Iglecias também tem experiência na área, tendo já exercido o cargo de secretária do meio ambiente.

Com os anúncios desta segunda, Doria já definiu 15 nomes que terão status de secretário a partir de janeiro de 2019. Apenas duas são mulheres – Célia Leão (Direitos da Pessoa com Deficiência) e Lia Porto (procuradora-geral do Estado). Entre os escolhidos só dois são filiados ao PSDB: Célia e Penido. Na composição do governo, foram comtemplados até agora o DEM, o PP e o PSD. Doria também anunciou o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, um de seus principais aliados no PSDB, para fazer parte da equipe de transição. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.