Dois são detidos durante reintegração de posse na Bahia

Duas pessoas foram detidas e um ônibus foi incendiado na manhã desta terça-feira, 28, durante uma operação para reintegração de posse de 64 imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida no Loteamento Miro Cairo, em Vitória da Conquista (BA), 509 quilômetros a sudoeste de Salvador.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

28 Janeiro 2014 | 19h09

O condomínio, de 1,74 mil unidades, custou R$ 96,6 milhões e foi entregue pela presidente Dilma Rousseff em outubro do ano passado. No mês seguinte, a Caixa Econômica Federal (CEF) começou a receber denúncias de invasão dos imóveis que ainda não haviam sido ocupados pelos beneficiários. Foram registrados conflitos entre beneficiários e invasores - um deles foi morto, em 30 de dezembro, após uma discussão com um suposto beneficiário.

A reintegração de posse foi realizada após o banco obter mandado judicial para a ação. Oficiais de Justiça, acompanhados por policiais militares, participaram da operação, que durou até o início da tarde.

De acordo com a assessoria da CEF, foram disponibilizados caminhões-baú para que os invasores transportassem seus pertences. Além disso, segundo o banco, os imóveis passarão por vistoria e "serão reparados, se necessário", antes de serem repassados aos beneficiários do programa.

Revoltados, os invasores atearam fogo em um ônibus da Viação Vitória que passava pelo conjunto habitacional durante a operação. Os passageiros conseguiram deixar o coletivo antes de as chamas consumirem o veículo, mas o cobrador ficou levemente ferido na ação. Ninguém foi preso pela depredação, mas um casal foi detido por resistir à desocupação.

Mais conteúdo sobre:
operação Minha Casa Minha Vida Bahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.