Dois caças franceses Rafale caem no Mar Mediterrâneo

Um piloto foi resgatado e outro está desaparecido em acidente durante missão de treinamento

Marcel Michelson, da Reuters,

24 de setembro de 2009 | 16h37

Dois jatos franceses Rafale do porta-aviões Charles de Gaulle caíram no Mar Mediterrâneo nesta quinta-feira durante um voo de teste, informaram as Forças Armadas. Um piloto foi resgatado no mar e outro ainda está desaparecido.

 

Veja também:

linkAssessor militar de Sarkozy traz garantias do Rafale a Jobim

linkJobim volta a defender transferência irrestrita de tecnologia

 

O acidente com os Rafales ocorreu a cerca de 30 quilômetros da cidade de Perpignan, no sudoeste francês. O porta-voz da Dassault não comentou o acidente.

 

"Era uma missão de treinamento, não uma missão operacional. A busca continua pelo segundo piloto", disse uma porta-voz das forças armadas. Um barco de resgate, um helicóptero civil e dois aviões militares participam da operação de busca.

 

Licitação

 

O Rafael, produzido pela Dassault, é uma das aeronaves que estão sendo avaliadas pelo Brasil para reforçarem o poder militar do País - a aeronáutica contará com mais 36 caças. Além dele, estão na disputa o Gripen da sueca Saab e o F/A-18 Super Hornet da americana Boeing. O presidente Lula, a quem cabe a decisão da compra, já demonstrou preferência pelo modelo francês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.