Documento do TCU não sustenta banco de dados

Documento do Tribunal de Contas da União (TCU) não é suficiente para justificar o levantamento de informações sobre os gastos de FHC, que, segundo a revista "Veja", correspondem ao período de 1998 a 2001. O Acórdão 230/2006, no qual a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, se baseia para justificar o banco de dados de FHC, determina retroatividade das contas até setembro de 2002. No sábado em Curitiba, ela afirmou que o banco de dados foi uma determinação do TCU. Dilma, no entanto, deixou de explicar os dados referentes ao período anterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.