Documento da CNBB aponta crise ética no País

O presidente da CNBB, D. Jayme Chemello, anunciou hoje que pretende levar ao presidente Fernando Henrique Cardoso uma cópia do texto da declaração final da Assembléia Geral da entidade, encerrada esta manhã em Itaicy, município de Indaiatuba. O texto do documento, intitulado "Brasil, apreensões e esperanças da Igreja", aponta que "verificamos um clima de angústia no País", acrescentado que "a sociedade brasileiraestá vivendo uma profunda crise ética, diante da qual já se manifestaram salutar es reações, fazendo crescer a rejeiçao da impunidade".No texto, os bispos manifestaram a sua angústia com relação à violência e à fome do País, além de denunciarem a "corrupção, a insegurança e o impasse com relação àreforma agrária". O documento diz também que "o crescimento da violência pode ser fruto do desespero de muitas pessoas, mas é também uma reação diante da impunidade e conseqüência das injustiças existentes em nossa sociedade e da inércia em enfrentá-las".Referindo-se ao racionamento de energia, o documento da CNBB afirma que "a crise energética que despertou o povo para uma salutar atitude de austeridade, reforçou asdúvidas sobre a política de privatizações, que começa a ter graves conseqüências nos níveis de emprego e atividade econômica, minando a confiança na administração pública".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.