D.O. traz exoneração de diretor do Ministério da Saúde

Portaria publicada nesta quarta-feira (5) no Diário Oficial da União traz a exoneração de Dirceu Bartolomeu Greco do cargo de diretor do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde.

EQUIPE AE, Agência Estado

05 Junho 2013 | 11h38

Greco foi exonerado ontem (4) pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, depois da divulgação de uma campanha contra o preconceito a profissionais do sexo, que incluía uma peça com os dizeres: "Eu sou feliz sendo prostituta". Elogiado por médicos e especialistas na prevenção de DST-Aids, o material provocou protestos da bancada evangélica. No Congresso, parlamentares pediram explicação sobre o assunto.

Ontem (4), Padilha mandou retirar todo o material da campanha do site do DST-Aids, abrigado no portal do Ministério. Dirceu Greco estava no cargo desde meados de 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.