Do hospital, Lula manda carta para Vladimir Putin

Ex-presidente parabenizou a reeleição do presidente russo e ressaltou união de forças com o Brasil

Daiene Cardoso, da Agência Estado

06 de março de 2012 | 15h29

Convalescendo de uma pneumonia no hospital, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou uma carta ao presidente eleito da Rússia, Vladimir Putin. "Fico feliz ao ver que terá continuidade seu trabalho em conjunto com o atual presidente Dmitri Medvedev, com quem também tive ótimas relações. Essa união de forças é salutar para o equilíbrio na equação da política mundial. Uma Rússia forte e soberana é de significativa importância para o mundo multipolar e multilateral que emerge no limiar do século XXI", afirma Lula.

 

Na carta de quatro parágrafos enviada nesta segunda-feira, 5, Lula chama Putin de "caro amigo" e lembra das boas relações que tiveram em seu primeiro mandato como presidente do Brasil. Apesar das suspeitas de fraude no pleito e da onda de protestos na Rússia, o ex-presidente brasileiro afirma que está seguro de que "sob sua liderança, a Rússia continuará a trilhar o caminho de sucessos que vem alcançando nos planos interno e internacional e que a sólida parceria com o Brasil será aprofundada, intensificando o denso diálogo político que logramos consolidar nos últimos anos".

 

Apesar de se recuperar bem da infecção pulmonar, Lula não tem previsão de alta do hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. A parentes e amigos, o ex-presidente tem dito que só pretende deixar o hospital quando estiver 100% recuperado. A pneumonia é decorrente da baixa imunidade causada pelo tratamento de rádio e quimioterapia contra um câncer na laringe. Segundo os médicos, o tratamento contra a pneumonia pode durar até duas semanas, mas Lula poderá continuar tomando os antibióticos em casa assim que sua melhora for consolidada.

Veja a íntegra da carta abaixo:

 

Exmo. Sr. Vladimir Putin

Primeiro-ministro da Federação Russa

 

São Paulo, 5 de março de 2012

 

Caro amigo,

Tenho a felicidade de enviar meus calorosos cumprimentos por sua vitória nas eleições de 4 de março. As boas relações que tivemos ainda em meu primeiro mandato são motivo de agradáveis recordações.

 

Fico feliz também ao ver que terá continuidade seu trabalho em conjunto com o atual presidente Dmitri Medvedev, com quem também tive ótimas relações. Essa união de forças é salutar para o equilíbrio na equação da política mundial. Uma Rússia forte e soberana é de significativa importância para o mundo multipolar e multilateral que emerge no limiar do século XXI.

 

Estou certo de que, sob sua liderança, a Rússia continuará a trilhar o caminho de sucessos que vem alcançando nos planos interno e internacional e que a sólida parceria com o Brasil será aprofundada, intensificando o denso diálogo político que logramos consolidar nos últimos anos.

 

Na expectativa de que possamos nos reencontrar em uma oportunidade próxima, receba meus melhores votos de felicidade pessoal e de continuada prosperidade para o povo russo.

 

Mais alta consideração,

Luiz Inácio Lula da Silva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.