Dida Sampaio / Estadão
Dida Sampaio / Estadão

Do hospital, Bolsonaro posta vídeo no Twitter e diz que amanhã volta ao batente

Presidente afirma que hoje, por estar de folga, está assistindo ao seu programa favorito, o seriado mexicano 'Chaves'; novo boletim médico informa que ele está em situação 'estável, sem dor, afebril e com boa evolução clínico-cirúrgica'

Elizabeth Lopes, O Estado de S.Paulo

09 de setembro de 2019 | 10h19
Atualizado 09 de setembro de 2019 | 10h41

Em recuperação da cirurgia para a correção de uma hérnia, realizada neste domingo, 8, o presidente Jair Bolsonaro postou na manhã desta segunda-feira, 9, do leito do Hospital Vila Nova Star, na capital paulista, um vídeo em suas redes sociais no qual disse que hoje está de folga, mas amanhã deverá voltar ao batente.

O vídeo de cerca de 20 segundos começa exibindo o seriado mexicano Chaves. Depois de dizer que voltará ao batente, o presidente informou que nesta segunda, por estar de folga, está assistindo ao seu programa favorito, a produção mexicana.

Na manhã de domingo, o presidente foi submetido à quarta cirurgia após o ataque a faca que sofreu durante a campanha eleitoral há um ano, em Juiz de Fora, Minas Gerais. O procedimento foi para a correção de hérnia incisional, que surgiu sob a cicatriz das cirurgias anteriores. 

No fim da tarde de domingo, o presidente disse no Twitter: “Mais uma cirurgia. Desta vez foram 5 horas, mas estamos bem. Obrigado a todos pelo apoio e orações! Obrigado Deus pela minha vida! Logo estarei de volta ao campo. Irruuu!.”

Novo boletim médico

Um boletim médico atualizado da condição de Bolsonaro foi divulgado na manhã desta segunda-feira. O documento indica que ele "foi submetido à avaliação médica" e que está em situação "estável, sem dor, afebril e com boa evolução clínico-cirúrgica".

O boletim também informa que o presidente iniciará nesta segunda "fisioterapia motora, podendo sentar na poltrona e realizar caminhada no corredor".

Além disso, foi liberada dieta líquida a base de água, gelatina, chá e caldo ralo. Por orientação médica, as visitas estão restritas no momento.

Cirurgia bem-sucedida

O médico responsável pelo procedimento, Antônio Macedo, cirurgião geral do Hospital Vila Nova Star, disse no domingo, em entrevista coletiva, que a cirurgia foi bem-sucedida, demorou cerca de cinco horas, mais do que o previsto inicialmente - de duas a três horas - em razão de uma aderência do intestino, mas não houve complicações.

Após o procedimento, o porta-voz da Presidência da República, general Otávio Rego Barros, informou que Bolsonaro passou a Presidência ao vice, Hamilton Mourão, pelos próximos cinco dias a partir de domingo. 

Já o médico informou que a internação pode se estender por até dez dias e que Bolsonaro deverá sair direto do hospital para o aeroporto, não ficando em hotel. Por isso ainda não é possível prever quando ele terá alta.

Tudo o que sabemos sobre:
Jair Bolsonaro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.