Dnit também será alvo de comissão no Senado

Não bastasse a CPI da Petrobrás, o governo terá de preparar uma nova ofensiva contra a oposição para dominar a Comissão Parlamentar de Inquérito que vai investigar denúncias contra o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit).O requerimento de criação da CPI, apoiado por 30 senadores, três além dos 27 necessários, foi entregue ontem à Secretaria-Geral do Senado. O autor da proposta, senador Mário Couto (PSDB-PA), prevê que a instalação dos trabalhos se dará na primeira quinzena de junho, logo após a leitura do requerimento no plenário, na semana que vem.A comissão se encarregará de "apurar as causas, condições e responsabilidades relacionadas aos graves problemas verificados na contratação de serviços, obras, processos licitatórios e convênios, dentre outras irregularidades praticadas pelo Dnit e evidenciados nos relatórios e demais atos fiscalizadores do Tribunal de Contas da União".Couto acredita que o empenho do governo para controlar a comissão repetirá o que foi feito com relação à CPI da Petrobrás. "Eles vão brigar pela relatoria e pela presidência porque têm medo da investigação", afirmou, apontando o suposto desvio de recursos utilizados pelo governo na chamada Operação Tapa-Buraco como uma das "caixas pretas" do Dnit.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.