Divisão tucana favorece PT em Sorocaba

O Deputado Federal João Paulo Cunha comparou a situação na cidade do interior à da capital

José Maria Tomazela, Agência Estado

21 de junho de 2008 | 16h10

O racha do PSDB, dividido entre os grupos do prefeito Vítor Lippi e do deputado federal Renato Amary, aumenta as chances do PT na disputa pela prefeitura de Sorocaba, na opinião do deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP). Ele comparou a situação na cidade do interior à da capital. "Como em São Paulo a Marta (Suplicy) está sendo beneficiada pelo apoio dos tucanos ao (Gilberto) Kassab, aqui nosso candidato se beneficia dessa divisão do PSDB local." Cunha esteve em Sorocaba ontem (21) na convenção do PT que homologou a candidatura do deputado estadual Hamilton Pereira à prefeitura.   No encontro, foi anunciada a coligação do PDT com o PT. O PDT era um dos partidos que estavam compromissados com o tucano Amary que, a contragosto, abriu mão de disputar a candidatura em favor do atual prefeito, candidato à reeleição. Segundo o deputado, com a chance de vitória em Sorocaba, cresce a possibilidade de o PT conquistar 20 prefeituras das maiores cidades do Estado, incluindo a capital. Ele citou ainda as cidades de Santo André, Guarulhos, Osasco, São Bernardo e Diadema, além de Campinas, onde o PT é aliado do atual prefeito Hélio de Oliveira Campos (PDT), candidato à reeleição. "Temos chances em Jundiaí, também por causa da divisão do PSDB." Cunha não viu problema na coligação com o PDT de Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, presidente da Força Sindical, acusado de envolvimento num esquema de desvio de recursos do BNDES. "Ele vai ter oportunidade de provar que não tem nada com isso."   O acordo colocou lado a lado na convenção do PT militantes da CUT e da Força Sindical. O deputado José Genoino (PT-SP) defendeu uma campanha 'colada' no presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "O Lula é respeitado lá fora como estadista e, agora, até os adversários reconhecem sua capacidade de governar." Em Sorocaba, o PT ainda não anunciou o vice. Esta semana, o partido negocia o apoio do PMDB, que também tinha um acordo prévio com Amary.

Tudo o que sabemos sobre:
sorocabarachapsdb

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.