Disputa no PSDB 'me faz um candidato melhor', diz Alckmin

O deputado Silvio Torres, da chapa de Alckmin, disse que não tem intenção impugnar outra chapa do partido

Paula Puliti, da Agência Estado,

21 de junho de 2008 | 12h43

O ex-governador tucano Geraldo Alckmin disse, em seu discurso na convenção do PTB, que referendou na manhã deste sábado, 21, o nome do deputado estadual Campos Machado como vice na chapa, que não importa que haja disputa no partido em torno da candidatura à Prefeitura de São Paulo. "É importante que nada seja de mão beijada. A disputa só me faz um candidato melhor", afirmou, referindo-se a divisão do PSDB paulista entre sua candidatura e a manutenção da aliança com o prefeito e também candidatoGilberto Kassab (DEM-SP). Veja Também:Calendário eleitoral das eleições deste ano   Cientista político comenta a situação  Kassab perde adesões no PSDB e ameaça ir à JustiçaPesquisa: a corrida eleitoral em SPO deputado federal Silvio Torres (PSDB-SP), um dos braços direitos de Alckmin, disse que não é intenção da chapa impugnar a outra chapa do PSDB, que apóia Kassab. "Ainda vamos tentar a unidade do partido até o último momento", afirmou o deputado, referindo-se à convenção do partido marcada para amanhã.Entre ontem e hoje, cerca de 50 membros da chapa pró-Kassab já retiraram seu apoio ao prefeito, o que permitiria à chapa de Alckmin impugná-la. Porém, de acordo com Torres, pelo menos 80% do partido em São Paulo votará na chapa de Alckmin. Por esse motivo, não há necessidade de impugnar a chapa adversária. "Não é bom para a imagem do partido começar a campanha dividido", afirmou Torres. Ele disse que defende a manutenção da aliança entre PSDB e DEM.

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesSPAlckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.