Disputa eleitoral faz PF desarmar índios em Minas

Agentes da Polícia Federal iniciam nesta terça-feira uma operação de desarmamento na reserva indígena Xacriabá, no município de São João das Missões, a 663 quilômetros de Belo Horizonte, no norte de Minas Gerais. Segundo a Superintendência da PF no Estado, trata-se da primeira ação do gênero em uma comunidade indígena desde o início da campanha do desarmamento. O chefe do posto da Fundação Nacional do Índio (Funai) na reserva, João Batista Carvalho, disse que a operação está sendo deflagrada na semana que antecede as eleições municipais devido ao acirramento da disputa eleitoral na cidade. O índio xacriabá João Nunes de Oliveira (PT) e o candidato do PDT, Eusvando Ferreira, apoiado pelo atual prefeito, Ivan de Souza Correia (PDT), são os principais adversários na disputa pela prefeitura de São João das Missões. Carvalho denunciou que ele e o candidato a prefeito pelo PT estão recebendo ameaças. "O nosso problema maior neste momento é a política", disse o representante da Funai.Hoje, um italiano que trabalha na reserva registrou queixa por agressão no destacamento da Polícia Militar. Segundo o boletim de ocorrência, Filipo Lenzi Grillini, de 28 anos, foi abordado pela manhã por três homens não identificados que lhe agrediram com socos e chutes. Os agressores fugiram e nenhum suspeito foi preso pela PM. O chefe do posto da Funai acusou a "segurança do prefeito" pelas agressões.Procurado, o prefeito da cidade mandou dizer que estava em reunião e não poderia atender ao Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.