Disputa eleitoral em SP começa com intriga no bastidor

A Assessoria de Paulo Maluf (PP), candidato à Prefeitura de São Paulo, confirmou nesta manhã que o ex-prefeito vai pedir a impugnação ao registro de candidato à sucessão municipal do ex-ministro da Saúde, José Serra (PSDB). De acordo com a Assessoria, Maluf deve alegar que as contas da campanha eleitoral de Serra, à época da disputa pela Presidência da República, não teriam sido aprovadas.Os advogados de Serra consultados disseram que as contas da campanha de 2002 do candidato tucano foram aprovadas, e que ele deverá apresentar o seu registro junto à Justiça Eleitoral na segunda-feira. Os advogados de Serra disseram ainda que este não seria motivo para se impugnar sua candidatura. Para entrar com o pedido de impugnação, entretanto, Maluf terá de aguardar o registro de candidato de Serra no Cartório da 1ª Zona Eleitoral. Por enquanto, apenas um registro de candidatura e não para a Prefeitura de São Paulo foi protocolado naquele cartório. Além disto, a Justiça Eleitoral deverá publicar um edital após o registro das candidaturas, ai sim se poderia ter um pedido de impugnação para ser apreciado pela Justiça. Os advogados de Maluf colocam como ponto principal para o pedido, uma reportagem de um número antigo da revista Época, que apresentou irregularidades na prestação de contas do então candidato à presidência, José Serra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.