Disputa de Dilma e Serra será privilégio, diz Lula ao 'La Nacion'

Presidente disse que será um 'privilégio para o Brasil' se os dois políticos concorrem à presidência

Yolanda Fordelone e Rodrigo Petry, Agência Estado

19 de abril de 2009 | 15h49

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em entrevista publicada hoje no jornal argentino "La Nacion" que "será um privilégio para o Brasil" uma disputa para a presidência em 2010 entre a atual ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), e o governador de São Paulo, José Serra (PSDB). Lula acrescentou ainda que se Ciro Gomes (PSB) ou o governador mineiro, Aécio Neves (PSDB), também concorrerem "vai ser um luxo".

 

"Não vejo nada de direita nesses candidatos. Vejo colegas de esquerda, de centro-esquerda e progressistas. Isso é um avanço extraordinário para o Brasil", disse Lula. Apesar de avaliar todos os candidatos viáveis para sucedê-lo, Lula afirmou ter "fé" no potencial eleitoral de Dilma, ressaltando que para isso seu governo tem "muito a trabalhar" até 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaDilmaEleições 2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.