Discurso de Dilma sinalizou diálogo e união,diz Bradesco

O discurso da vitória da presidente Dilma Rousseff, no domingo, 26, sinalizou diálogo, união e reformas, de acordo com Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente executivo do Bradesco. "Foi um momento de pacificação e pleno entendimento das responsabilidades à nossa frente", avaliou ele, em nota ao Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado.

ALINE BRONZATI, Estadão Conteúdo

27 de outubro de 2014 | 09h33

Segundo o executivo, o Brasil é exemplo de democracia moderna, que impulsiona o seu desenvolvimento social e político pelo voto popular. As eleições ontem, conforme Trabuco, foram "limpas" e realizadas em "clima de paz". "O povo brasileiro deu demonstração de espírito democrático e tolerância, em que pese os acirrados debates e a disputa apertada", acrescentou.

Trabuco afirmou ainda que o Bradesco acredita no Brasil e que a instituição está confiante de que o governo reeleito vai enfrentar os desafios do presente.

Também em nota ao Broadcast, Lázaro de Mello Brandão, presidente do Conselho de Administração do Bradesco, afirmou que a maturidade e a solidez da democracia brasileira foram confirmadas na eleição. O resultado da apuração foi 51,64% dos votos para Dilma Rousseff e 48,36% para o candidato do PSDB, Aécio Neves.

"Temos a convicção de que a presidenta reeleita Dilma Rousseff renovou pelo melhor caminho - o do voto da maioria dos brasileiros - todas as condições necessárias para avançar sobre os grandes desafios que o País tem pela frente. Desejamos-lhe as merecidas saudações, com a crença de que teremos quatro anos de muito trabalho e conquistas".

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesDilmaBradescoTrabuco Cappi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.