Dirigente do PT pedirá expulsão de João Fontes

O Partido dos Trabalhadores (PT) deve expulsar o deputado João Fontes (SE) o partido na reunião do Diretório Nacional quando o assunto será debatido. O secretário de Organização do PT, Sílvio Pereira, afirmou que vai apresentar parecer na próxima reunião da Executiva, no dia 11 de agosto, e também no Diretório, nos dias 13 e 14 de setembro, pedindo a expulsão do parlamentar. A provável expulsão de Fontes do PT é um recado do partido aos radicais, que desde o início do governo Lula têm se manifestado contrários às posições e projetos do governo, entre eles a proposta de reforma da Previdência. Hoje, durante reunião Executiva do partido, os integrantes decidiram encaminhar o caso diretamente para o Diretório, sem passar pela Comissão de Ética como ocorreu com outros três processos que envolvem a senadora Heloísa Helena (AL) e os deputados Babá (PA) e Luciana Genro (RS), ainda em andamento.Para Pereira, "Fontes já encontrou seu caminho, que é incompatível com o do PT". O parlamentar do Sergipe, atualmente suspenso da bancada, divulgou vídeo de 1987 com imagens do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na época sindicalista, atacando a reforma da Previdência. Fontes tem dito que considera seu partido "stalinista".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.