PP começa a desembarcar do governo Dilma

Apoio ao impeachment já é confirmado no RS, SC, AC, PR, GO, DF e ES; presidente do partido diz que posição não será discutida

Rachel Gamarski, O Estado de S. Paulo

11 de abril de 2016 | 07h59

BRASÍLIA - O Partido Progressista (PP) começa a desembarcar do governo com mais força. Os diretórios no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Distrito Federal, Goiás, Espírito Santo e Acre decidiram apoiar o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), anunciou, na semana passada, que o partido orientaria os mesmos a votar contra a interrupção do mandato da presidente Dilma. Na ocasião, o senador afirmou que o posicionamento da legenda não seria mais discutido até o fim do processo, mas internamente ele reconhecia a instabilidade da situação e já admitia o desembarque de alguns diretórios.

A decisão dos diretórios regionais se estende tanto à Câmara dos Deputados quanto ao Senado Federal. Nesta segunda-feira, 11, a Comissão Especial do Impeachment deve começar a votar o processo contra a presidente. A intenção do presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) é votar, em Plenário, o processo contra a presidente no próximo domingo, 17.

Tudo o que sabemos sobre:
PPdilmaciro nogueiraimpeachment

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.