Diretório não pode fechar questão sobre reforma, diz Heloísa Helena

A senadora Heloísa Helena (PT-AL)disse que o Diretório Nacional do PT não tem condições de fechar posição sobre a reforma da Previdência, na reunião deste final de semana, em São Paulo. Ao chegar ao Hotel Pestana para o encontro, a senadora, que está afastada da bancada do partido, ironizou as seguidas mudanças que o governo tem realizado em torno da proposta de reforma. "Qual é a novidade do dia? O que tem de novo na proposta para vocês me contarem?", perguntou aos jornalistas. "Sabemos que até na física quântica existe um grau de incerteza, mas o que está acontecendo (com a reforma) é pior ainda", apontou. A intenção da ala majoritária do PT é obter, no encontro, uma autorização para que a direção executiva e as lideranças das bancadas sejam autorizadas a decidir pelo partido nas negociações sobre a reforma, na próxima semana. A senadora veta, porém, essa possibilidade, inclusive porque "ninguém sabe qual é a proposta". Ela comentou, ainda, a mudança de posição do governo depois de aceitar a integralidade salarial para a aposentadoria dos servidores públicos. "Tiveram uma metamorfose explícita ao aceitar manter a integralidade. Ficamos surpresa e até com um sorriso, com essa mudança", disse a senadora, uma das maiores defensoras da proposta.

Agencia Estado,

12 de julho de 2003 | 13h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.