Diretório do PT discutirá em setembro caso de radical

O secretário de Organização do PT, Silvio Pereira, afirmou que o caso do deputado João Fontes (SE) será discutido na reunião do Diretório Nacional do partido marcada para os dias 13 e 14 de setembro. O parlamentar, no entanto, está convidado a participar da próxima reunião da Executiva petista, em 11 de agosto. A decisão de levar o caso do parlamentar para o Diretório Nacional foi tomada na tarde desta segunda-feira em reunião da Executiva, da qual participaram 19 dos seus 21 integrantes.Pereira explicou que o PT decidiu encaminhar o caso do parlamentar de Sergipe para o Diretório Nacional, e não primeiramente para a comissão de ética da legenda porque, segundo ele, Fontes é réu confesso. "O deputado cometeu um ato não apenas contra o presidente da República, mas contra o partido também. Ele premeditou o ato e reafirmou sua posição depois", comentou. Fontes, que está suspenso da bancada, pode ser expulso do partido por ter divulgado vídeo de 1987 com imagens do presidente Luiz Inácio Lula da Silva atacando a reforma da Previdência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.