Diretora de RH diz não ter tratado de saída de Sarney

A diretora de Recursos Humanos do Senado, Doris Marize Peixoto, disse hoje, no fim da manhã, que levou ao presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), informações que ele havia solicitado, publicadas nos boletins de pessoal. Segundo ela, foi "uma checagem de dados". Doris negou que tenha ido à casa de Sarney para tratar da saída dele do cargo. "Eram algumas informações que ele tinha esquecido. Eu só fui fazer isso", afirmou a diretora, sem dar mais detalhes. A notícia de que ela havia ido à casa de Sarney gerou especulações nesse sentido no Senado.

ROSA COSTA, Agencia Estado

03 de agosto de 2009 | 12h28

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoSarneydiretorarenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.