Diretor ligado a Tuma Jr. também é exonerado do cargo

BRASÍLIA - As investigações da Polícia Federal (PF) que revelaram suposto envolvimento do ex-secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, com a máfia do contrabando de produtos falsificados, comandada pelo chinês Paulo Li, acabaram também derrubando Luciano Pestana Barbosa, diretor do Departamento de Estrangeiros da Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça. A exoneração de Barbosa foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de hoje, junto com a de Romeu Tuma Júnior.

SANDRA MANFRINI, Agência Estado

15 de junho de 2010 | 10h47

Pestana também foi flagrado em conversas telefônicas e e-mails atendendo a pedidos de Tuma Júnior, conforme indicaram as investigações. Em um deles, Pestana soluciona uma demanda do chinês Paulo Li e comemora a decisão. Por ocupar a diretoria do Departamento de Estrangeiros, era Pestana quem decidia sobre pedidos de regularização de imigrantes ilegais no País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.