Diretor do Google depõe na CPI da Pedofilia

O diretor-presidente da Google Brasil Internet, Alexandre Hohagen, depõe na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, sobre o site de relacionamento Orkut, da empresa, que abrigaria páginas com material contendo pedofilia. O Google vem sendo acusado de não colaborar como deveria com o Ministério Público e a Polícia Federal na apuração de crimes de pedofilia na internet. Hohagen explica aos parlamentares o que a companhia tem feito para prevenir e coibir estes crimes, afirmando que o desafio é fazer com que o Orkut seja um ambiente saudável de relacionamento, livre de contudo ilícitos. O ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, advogado da Google, acompanha a reunião. As informações são da Agência Senado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.