Diretor do BC diz que denúncias da PF são "esparsas e genéricas"

O diretor de Finanças Públicas eRegimes Especiais do Banco Central, Carlos Eduardo de Freitas, disse há pouco à Agência Estado que as denúncias sobreirregularidades em seis processos de liquidação de instituições financeiras recebidas por meio de oficio encaminhado pelaPolícia Federal são "esparsas e genéricas".O diretor também saiu em defesa da atual diretora de Fiscalização do BancoCentral, Teresa Grossi, do ex-diretor Cláudio Mauch e do atual liquidante do Bamerindus, Sérgio Prates."É uma leviandadeas acusações que fizeram contra essas pessoas, que são pessoas do maior respeito", disse Freitas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.