Direito busca apoio no Senado para sua indicação ao STF

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Carlos Alberto Direito, indicado hoje pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ser ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), foi ao Senado para conversar com o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), senador Marco Maciel (PE), e com outros senadores de diversos partidos. Com a ajuda de parlamentares governistas, Direito trabalha para conseguir rapidamente apoio à sua indicação na CCJ, onde será sabatinado amanhã, em sessão que começa às 10 horas. A razão da pressa está no fato de que Direito completa 65 anos no próximo dia 7 e só pode assumir o cargo de ministro do STF antes de atingir essa idade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.