Dirceu rejeita suspensão de prévias do PT

O presidente nacional do PT, deputado José Dirceu (SP), disse hoje que Luiz Inácio Lula da Silva será inscrito como candidato a Presidência da República, "porque centenas de milhares de petistas querem inscrevê-lo". Ou seja, Lula será candidato independente de sua vontade individual de concorrer com outros candidatos das prévias marcadas para 3 de março. "Lula será inscrito. Se depois ele falar que não é candidato, é um problema que o partido terá de analisar", disse o deputado, que rejeitou, porém, a hipótese de as prévias serem suspensas. O estatuto do PT permite que o partido inscreva um candidato, mesmo que ele pessoalmente não o faça. "No PT, tendo mais de um candidato, tem prévia. Vamos fazer. Quem fala (em não realização das prévias) não me consultou, não me ouviu. Tomo como iniciativa individual", disse o presidente petista. José Dirceu chegou a desabafar: "Acho engraçado em tudo isso que sou o último a saber. Tem alguém me estranhando no PT, alguém que não me conhece. Tem alguém se fazendo de bobo nesta história e não serei eu.""Temos que separar. Uma coisa são iniciativas de membros do partido que podem ter a opinião que quiserem, podem fazer o que bem entenderem. Outra coisa são as instâncias do partido. A prévia está marcada. Eu, como presidente do partido, tenho que cumprir. Quem quer convencer A, B ou C de não ser candidato, de não disputar prévias, faça por iniciativa própria e assuma a responsabilidade. Não envolva o diretório nacional e o partido", declarou José Dirceu.Para José Dirceu, a realização de disputa interna não enfraquece necessariamente o postulante vencedor das prévias e, se acontecer algum desgaste, é natural em qualquer partido. "A disputa interna está estraçalhando o PSDB", lembrou. "As prévias não enfraqueceram José Genoíno, não enfraqueceram Marta Suplicy".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.