Dirceu reage a vaia de servidores e diz que a verdade dói

O ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu, afirmou que as vaias que recebeu de representantes dos servidores públicos do Estado de São Paulo é um direito dos manifestantes, mas não perdeu a oportunidade de fazer uma crítica. "Mas é duro ouvir a verdade, ela dói muitas vezes. Na Assembléia paulista, servidores da área da saúde contrários à reforma da Previdência vaiaram o ministro."Estamos fazendo a reforma necessária e a que o País precisa. Além disso, acho razoável que o servidor público trabalhe até a idade que estamos propondo", avaliou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.