Dirceu pede paciência e compreensão a senadores

O ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, pediu paciência e compreensão aos senadores da base aliada para que o governo federal prossiga nas negociações das reformas tributária e previdenciária com os governadores, durante café da manhã na residência do presidente do Senado, José Sarney. Diante de sucessivas reclamações de senadores de que o governo estaria dando maior atenção aos governadores, Dirceu alertou que a situação financeira dos Estados é extremamente difícil. Segundo relato do senador Eduardo Suplicy (PT-SP), que participou do encontro desta manhã, o ministro disse que a reunião de ontem entre o governo federal e os governadores foi muito difícil, mas que mesmo assim houve avanços. Além de manifestar preocupação com a situação de insolvência dos Estados, Dirceu chamou a atenção para a pressão que está ocorrendo também por parte dos prefeitos, que estão reclamando da falta de dinheiro. O ministro saiu da residência de Sarney sem dar entrevistas. Já o presidente do Senado manifestou a necessidade de se harmonizar os interesses de todas as partes envolvidas nas reformas, tanto na Previdência, quanto na tributária. "Temos que fazer a reforma possível e o Senado vai participar da reforma tributária com maior intensidade do que participou da reforma previdenciária, porque o Senado é a casa da Federação e a reforma tributária diz respeito à Federação", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.