Dirceu nega que vá disputar presidência da Câmara

O ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, afirmou, em entrevista no seminário Santos Export 2004, em Brasília, que não pretende disputar a presidência da Câmara, como foi divulgado nos últimos dias. "Essa questão que se tem colocado sobre a Câmara não diz respeito à minha pessoa. Sou ministro-chefe da Casa Civil, estou no governo e não tenho planos de voltar para a Câmara",afirmou.José Dirceu disse que não está participando das discussões sobre reeleição para as mesas da Câmara e do Senado. "Quem trabalha pela reeleição são os senadores e deputados", afirmou. Ao ser indagado se está infeliz no cargo que ocupa, o ministro respondeu com outra pergunta: "Passei 23 anos lutando para ser governo. Como posso estar chateado?". "Estou muito bem no governo. Muito feliz", reforçou. FuncionalismoJosé Dirceu disse não acreditar numa greve geral dos servidores públicos marcada para este mês. "Eu não vejo razão para uma greve neste momento, particularmente levando em consideração a situação do País", avaliou. Dirceu lembrou que todos os setores estão demandando aumentos e que o governo está negociando com os servidores públicos. Ele disse que no caso dos servidores públicos o governo fez uma ?proposta histórica? de dar um aumento real (de salário) entre 12% e 32%. O ministro-chefe da Casa Civil ressaltou ainda que o governo está reestruturando várias carreiras e que já equacionou a questão dos planos de saúde para os servidores públicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.