AO VIVO

Eleições: 2020: notícias, resultados e apuração do 2° turno

Dirceu: 'Fomos condenados, mas vamos salvar o projeto'

Petista voltou a criticar juízes do Supremo e disse ser necessário defender o governo Dilma Rousseff

VERA ROSA, Agência Estado

06 de dezembro de 2012 | 20h37

Enquanto o Supremo Tribunal Federal (STF) discutia nesta quinta-feira (6) a prisão dos réus no processo do mensalão, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu circulava com desenvoltura na reunião da corrente majoritária do PT, Construindo um Novo Brasil. A portas fechadas, Dirceu criticou juízes do Supremo e disse ser necessário defender o governo Dilma Rousseff.

"Nós fomos condenados, mas vamos salvar o projeto", conclamou o ex-ministro, de acordo com relato de participantes do encontro. Dirceu foi condenado a dez anos e dez meses de prisão. Na última reunião do ano, marcada para sexta-feira (7) e sábado (8), em Brasília, o Diretório Nacional do PT vai propor uma campanha de iniciativa popular pela reforma política-eleitoral. O partido também queria pôr na pauta agora a reforma do Judiciário, mas o governo pediu cautela para que o episódio não se transforme em combate institucional.

Há na seara petista propostas para que os mandatos dos juízes do STF deixem de ser vitalícios e passem a ser de quatro anos, renováveis por mais quatro. Além disso, muitos dirigentes do partido pregam o fim da transmissão das sessões do STF pela televisão. "Existe uma inquietação com os excessos, e não é só do PT. Há juristas muito preocupados", disse o deputado Vicente Cândido (PT-SP). "Isso não é porque o Supremo julgou contra nós, mas porque julgou ao arrepio das leis e fez interpretações equivocadas."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.