Dirceu espera notificação para acatar decisão de Barroso

O ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, informou, por meio de nota distribuída por sua assessoria de imprensa em sua página em rede social, que irá acatar a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luis Roberto Barroso, que suspendeu hoje autorização de viagem a São Paulo, "tão logo seja notificado oficialmente pela Justiça.

FERNANDA GUIMARÃES, Estadão Conteúdo

22 de novembro de 2014 | 21h45

Na mesma nota, o advogado do ex-ministro, José Luis Oliveira Lima, diz que a decisão do ministro Barroso causa estranheza porque "não ocorreu em recurso do Ministério Público à decisão do juiz da Vara das Execuções Penais e Medidas Alternativas (Vepema) e pelo fato de que o próprio ministro havia declinado da competência do processo da AP 470, conferindo ao juiz da Vepema o poder para tomar decisões mais corriqueiras".

Em despacho hoje o ministro do STF suspendeu autorização que foi dada na Vepema do Distrito Federal para que Dirceu ficasse na capital paulista de 18 de novembro a 2 de dezembro para cuidar de assuntos administrativos de seu escritório.

Também hoje o ministro Barroso suspendeu autorização dada pela Vepema para viagem do ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares.

Tudo o que sabemos sobre:
dirceubarrosojustiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.