Dirceu diz que Lula não cometeu ilegalidade e que oposição esperneia

O ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, disse na noite desta segunda-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não cometeu nenhuma ilegalidade ao pedir votos em São Paulo para a prefeita Marta Suplicy, candidata à reeleição. De acordo com ele, que participa da entrega do Prêmio FGV de Excelência Empresarial, os governadores estão fazendo campanha para seus candidatos inaugurando obras ?e o presidente não fez nada a mais do que isso?. Para o ministro, a oposição está fazendo ?jus esperniandi?, ou seja, exercendo o direito de espernear. O ministro não quis comentar as declarações do senador Tasso Jereissati a seu respeito e disse que só falaria sobre isso após as eleições. Dirceu disse acreditar que haverá segundo turno nas eleições para a Prefeitura doRio. Ele comparou as eleições com futebol. ?Enquanto tiver jogo, quero que meu time faça gol?, disse. Ele afirmou ainda que o PT já respondeu à acusação da revista Veja de que o partido teria dado R$ 10 milhões ao PTB para ter o apoio nas eleições a prefeito deste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.