Dirceu critica declaração de Malan sobre empresários

O presidente do PT, José Dirceu (SP), criticou a afirmação do ministro da Fazenda, Pedro Malan, de que a reforma tributária não foi concretizada porque o empresariado brasileiro é contrário a mudanças. Segundo Dirceu, a proposta de reforma tributária pelo deputado Mussa Demes (PFL-PI) teve apoio da classe empresarial brasileira. Dirceu convocou o empresário Jorge Gerdau e o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Carlos Eduardo Moreira Ferreira, a comparecerem às emissoras de televisão para afirmarem que eles próprios foram favoráveis ao projeto de Mussa Demes. "É um absurdo este governo falar que as reformas não saíram por causa dos empresários ou da oposição", afirmou Dirceu. Acrescentou que Fernando Henrique Cardoso, depois de sete anos no poder, é o maior responsável pela situação que o País está vivendo. "Estamos trocando inflação (baixa) por uma alta taxa de juros. É hora de mudar a política monetária", afirmou o presidente do PT.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.