Dirceu chama 'Estado' de 'vanguarda do atraso'

Em artigo, deputado cassado ataca editorial do jornal com críticas às políticas do governo Lula

estadao.com.br,

11 de setembro de 2009 | 17h35

Em artigo postado no blog do jornalista Ricardo Noblat nesta sexta-feira, 11, o ex-ministro da Casa Civil e deputado federal cassado José Dirceu criticou o teor de um editorial de O Estado de S.Paulo publicado no último domingo, 6. No post, Dirceu ataca o Estado, classificando-o como veículo de oposição ao governo Lula, e rebate argumentos do texto opinativo do jornal, intitulado "Em preparo uma herança maldita".

 

Veja Também

linkPlanalto nega que Lula seja testemunha de Dirceu

 

"Tinha que ser o Estadão. Vanguarda do atraso, no passado, ferrenho adversário da luta nacionalista e da criação da Petrobrás, o jornal escalado para dar o tom na campanha contra o novo marco regulatório do petróleo e organizar o discurso da oposição para 2010. Já que esta é incapaz de ir além da agenda denuncista da mídia", escreve Dirceu, para depois estender as críticas ao resto da imprensa. O ex-deputado enfatiza que, ao tentar fazer o papel de "verdadeiro partido político da oposição", os jornais e a mídia "tentam fazer uma caricatura do governo Lula".

 

No editorial, o jornal reproduz frase do ex-presidente do Banco Central (BC) Gustavo Loyola para argumentar que o Brasil vive uma era de "contrarreformas, com o governo empenhado em desfazer alguns dos mais importantes avanços institucionais dos anos 90". Segundo o texto, "há uma contrarreforma fiscal, uma previdenciária e outra do Estado" e "já se delineia uma quarta, trabalhista". A argumentação sustenta a ideia de que, nas áreas citadas, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria retrocedido nos avanços alcançados pela administração anterior.

 

Dirceu, por sua vez, defende o governo afirmando que "o jornal mais conservador do país deu a largada na campanha presidencial". O Estadão, escreve Dirceu, "ensaia o programa de governo da oposição".

 

O artigo do ex-deputado foi publicado às 8h04 desta sexta-feira no Blog do Noblat e às 10h44 no blog do próprio Dirceu. Enquanto até às 17h10 desta sexta possuía apenas um comentário no site do ex-parlamentar, no blog do jornalistas eram mais de cem.

 

Há cerca de um mês, durante visita a Porto Alegre, José Dirceu afirmou que o processo movido por Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney, não configura censura prévia imposta ao jornal O Estado de S. Paulo e ao site estadao.com.br. A decisão judicial do desembargador Dácio Vieira, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) impede que o Estado publique reportagens sobre a Operação Boi Barrica há 42 dias.

 

Leia os textos

linkO editorial do Estadão

linkO artigo no blog do Noblat

linkO artigo no Blog do Zé Dirceu

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.