Dirceu afirma que prisão de Duda Mendonça é questão superada

O ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu, disse hoje que a prisão do publicitário Duda Mendonça, na quinta-feira à noite, é uma "questão superada" pela campanha da prefeita licenciada e candidata à reeleição Marta Suplicy (PT). "Nenhum eleitor vai votar assim ou assado por causa de problemas de rinha galo" afirmou Dirceu. Para o ministro, a confusão também não interfere nos contratos que Duda Mendonça mantém em Brasília para fazer a propaganda institucional do governo. "Da minha parte não muda nada. Ele vai responder as acusações feitas como cidadão e o Ministério Público e a Justiça vão apurar, como acontece em qualquer país no mundo", comentou.Duda Mendonça foi o marqueteiro que elegeu Luiz Inácio Lula da Silva para a presidência em 2002. Hoje, junto com as empresas Lew Lara e Matisse, tem as contas do governo federal, no valor de R$ 150 milhões.Dirceu fez as afirmações pouco antes de participar de uma caminhada de 10 quilômetros em Osasco, onde pediu votos para o candidato do PT, Emidio Souza, que disputa a Prefeitura contra Celso Giglio (PSDB).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.