Dirceu afirma que País será submetido a grandes tensões

O ministro da Casa Civil, José Dirceu, disse que para enfrentar a situação externa e o desafio do desenvolvimento, o País precisa pactuar o enfrentamento dos problemas, que estão vindo e virão de maneira cada vez mais rápida. Dirceu disse que o Brasil será submetido a grandes tensões. "Hoje mesmo vivemos o vendaval do mercado financeiro", afirmou. Na avaliação do ministro, sem audácia e sem risco, o País não vai retomar o crescimento econômico. As afirmações foram feitas na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), durante cerimônia de posse do presidente da Academia Brasileira de Ciências Contábeis, Antoninho Marmo Trevisan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.