Dirceu afirma que não há casos de corrupção desde posse de Lula

Em mensagem gravada, exibida hoje durante a homologação da candidatura de Jorge Bittar à prefeitura do Rio, o ministro da Casa Civil, José Dirceu, simplesmente ignorou as denúncias contra o ex-subchefe de Assuntos Parlamentares da Presidência da República, Waldomiro Diniz. Na declaração, o ministro afirmou que uma das provas de que o PT está mudando o Brasil é a inexistência de casos de corrupção envolvendo o governo desde a posse de Luiz Inácio Lula da Silva."Eu sei que todos que estão nesta convenção sabem que nós estamos mudando o Brasil. Primeiro porque acabou a corrupção no governo do Brasil. Depois de 16 meses de governo, não temos a notícia de um só ato de corrupção no governo. Mudamos o Brasil, porque garantimos as condições para a retomada do desenvolvimento", frisou o ministro.Dirceu observou que as experiências do PT nas prefeituras brasileiras são suficientes para mostrar que Jorge Bittar é capaz de fazer um bom governo no Rio. Ao citar as gestões municipais, destacou o caso de São Paulo. "Aí perto do Rio, temos o exemplo da prefeita Marta (Suplicy), que é um bom exemplo de governo a ser seguido".Durante a convenção, que reuniu cerca de mil pessoas na quadra da escola de samba Portela, em Madureira (zona norte), a tônica dos discursos de ministros e deputados que compareceram ao evento repetiu a linha de anúncios lançada pelo governo federal há poucos dias. A ordem foi afirmar que Lula só não conseguiu fazer mais pelo País até agora por causa da "herança maldita" da gestão de Fernando Henrique Cardoso.Formação da chapaO nome do candidato que vai compor a chapa com Bittar ainda não foi decidido. Segundo ele, há um entendimento com o PSB, que também está sendo estendido a outros partidos aliados, como o PV. E não descartou o PMDB. Apesar das críticas à governadora do Rio, Rosinha Matheus, ao ex-governador Anthony Garotinho, ambos do PMDB, não descartou pedir apoio do partido em um provável segundo turno. Presidente regional do PSB, Alexandre Cardoso ocupou um lugar de destaque na mesa. Ele adiantou que, por hora, há três favoritos para ocupar o cargo de vice-prefeito: Ricardo Maranhã, Martha Rocha e Jaime Cardoso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.