Dirceu afirma que crescimento pode ser reequilibrado

O ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, avaliou que está valendo a pena o esforço do governo para derrotar a inflação. Perguntado se para atingir este objetivo valia a pena crescer menos, o ministro prometeu mudanças no atual cenário. ?Sempre é bom crescer mais. Isso vamos reequilibrar, temos o segundo semestre?, garantiu. Dirceu reconheceu que houve queda na atividade industrial. "Mas, com a queda da inflação, estamos criando condições para reduzir os juros no País", afirmou. O ministro, porém, recursou-se a falar se era o momento de baixar os juros. "Está na hora de eu ir embora", respondeu, encerrando a entrevista. Dirceu procurou demonstrar que o governo não está parado, esperando a inflação cair, para aí tomar as providências necessárias ao crescimento econômico. Ele disse que uma área que está recebendo atenção do governo é o dos bancos públicos. Ele disse que o BNDES está passando por uma reorganização. Além disso, lembrou, a economia "tem força, tem dinamismo." O ministro lembrou que as exportações estão crescendo e o setor agroindustrial está "explondindo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.