Dinheiro é encontrado em casa de político em Magé-RJ

A pouco mais de uma semana da eleição para prefeito em Magé, na Baixada Fluminense, equipes do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam, na última sexta-feira, R$ 50 mil na casa de um político, que não teve o nome revelado. A informação foi divulgada hoje pelo TRE-RJ.

TIAGO ROGERO, Agência Estado

25 de julho de 2011 | 17h34

A operação ocorreu após denúncia do Ministério Público Eleitoral (MPE) que apontou fraude em uma licitação para a compra de alimentos pela Prefeitura de Magé. O dinheiro encontrado na casa do político seria utilizado para compra de votos.

"A suspeita é de que o dinheiro seria utilizado pela campanha do candidato a prefeito Werner Saraiva", informou a assessoria de imprensa do TRE-RJ. O pleito está marcado para o próximo domingo, 31. Segundo o TRE-RJ, o juiz responsável pela fiscalização em Magé, Orlando Feitosa, acatou representação do MPE e determinou a busca e apreensão na casa do suspeito.

O TRE-RJ explicou por que optou por não revelar o nome do político: "Para zelar pela integridade e segurança do político e de sua família, além de garantir o bom andamento do processo, o juiz responsável pelo caso determinou que não fossem revelados os nomes dos envolvidos". Seis candidatos vão concorrer à eleição. O novo pleito será realizado devido à cassação da ex-prefeita Núbia Cozzolino (PMDB) e o vice Rozan Gomes da Silva (PSL), que não puderam se candidatar.

Tudo o que sabemos sobre:
compra de votosinvestigaçãoMagé

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.