Dilma vai se reunir com todos os aliados, garante Cardozo

Presidente do PT, José Eduardo Dutra, se reúne nesta terça com vice eleito, Michel Temer

Edna Simão, de O Estado de S.Paulo

02 de novembro de 2010 | 13h31

BRASÍLIA - A presidente eleita, Dilma Rousseff, vai se reunir com todos os partidos aliados, disse nesta terça-feira, 2, o secretário-geral do PT, José Eduardo Martins Cardozo (SP), ao chegar à residência da ex-ministra-chefe da Casa Civil, em Brasília. Ele procurou por panos quentes no mal-estar gerado pela reunião de segunda-feira, 1º, da qual só participaram petistas. "Foi uma reunião informal", minimizou.

 

Veja também:

Dilma exclui PMDB da 1ª reunião para definir equipe de transição

 

O primeiro encontro entre os dois maiores partidos que irão compor o governo Dilma acontecerá nesta terça, às 21 horas, na casa do presidente do PMDB e vice eleito, Michel Temer. O comandante da equipe transição de Dilma e presidente do PT, José Eduardo Dutra, representará o partido no jantar.

 

Nesta tarde, Dilma se reúne com os principais coordenadores da campanha para discutir a transição. Segundo o Martins Cardozo, não há motivo para descontentamento entre os aliados. "Mas, se houve, vamos esclarecer", disse.

 

Primeiros nomes. Na reunião de segunda-feira, realizada na casa de Dilma, no Lago Sul, um dos bairros nobres de Brasília, foram escolhidos os primeiros nomes da equipe de transição, que será comandada por Dutra e pelo ex-ministro Antonio Palocci.

 

Além de Palocci, Dutra e Cardozo, participaram da reunião Alessandro Teixeira, da Agência Brasileira de Promoção de Importações e Investimentos (Apex), cotado para ser ministro da Micro e Pequena Empresa, Giles Azevedo, que pode vir a ser o chefe de gabinete da presidente, o ex-prefeito de Beleo Horizonte Fernando Pimentel e Clara Ant, que foi secretária particular do presidente Lula e participou da coordenação da campanha de Dilma.

 

Está previsto uma nova reunião da equipe de transição na sexta-feira, 5, sem a presença da presidente eleita, que pretende tirar um curto período de férias até domingo.

 

Com informações de André Mascarenhas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.