Dilma vai doar indenização que receberá do Estado do RJ

A presidente Dilma Rousseff vai doar para o grupo "Tortura Nunca Mais" a indenização que receberá do governo do Rio de Janeiro, por ter sido interrogada e torturada no Estado, durante a ditadura militar. O grupo foi fundado em 1985, por iniciativa de ex-presos políticos que foram torturados durante o regime militar e por familiares de mortos e desaparecidos políticos.

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

18 de maio de 2012 | 14h00

Segundo o porta-voz da Presidência, Thomas Traumann, serão contempladas com a indenização do Rio de Janeiro 316 pessoas. O valor da indenização da presidente não foi divulgado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.